Pesquisa personalizada

2 de janeiro de 2008

OS AMARELOS DA CARRIS

À ida, no 28 para o Martim Moniz: descendo a Calçada da Estrela nos traços de um 28 para a Graça a abarrotar, uma fila de passageiros a querer subir é empatada por um passageiro que compra bilhete com uma nota alta. Com uma camioneta em segunda fila a empatar o trânsito na outra direcção, não é preciso muito tempo para o trânsito ficar engarrafado e se começarem a ouvir as proverbiais buzinadelas dos apressadinhos.

À volta, no 25 para os Prazeres: subindo a Calçada Ribeiro Santos, alguém deixou um VW com os quatro piscas ligados parado em pleno percurso dos carris, e só depois de longas buzinadelas do condutor é que o automobolista se digna descer pacatamente como se não fosse nada com ele. 

3 comentários:

menina-alice disse...

Eu vejo filmes muito violentos...

João Lisboa disse...

Isto só com um Salazar já não vai lá... o que fazia falta eram dois ou três!!!

(gentil contribuição da escola filosófica Radiotaxis-Autocoop)

margarete disse...

"(gentil contribuição da escola filosófica Radiotaxis-Autocoop)"

LOLADA!