Pesquisa personalizada

17 de janeiro de 2008

POLAROID: METRO

À saída do metro do Saldanha, esta manhã, um jovem à minha frente com auscultadores nos ouvidos cantava em altos berros e numa voz incompreensível uma canção que descobri com alguma atenção ser "Não Sou o Único" (não sei é em que versão). Depois dei por mim a pensar que é provavelmente aquela mesma figura que eu faço quando ando de auscultadores por Lisboa. 

3 comentários:

N. disse...

mas... mas, tu cantas? e em altos berros?? e numa voz incompreensível???
Nã!
Tirando a parte do jovem (vá lá e dos auscultadores), não podes ser tu, ok?!

Mr. Steed disse...

não me parece nada. mas se for verdade espero q alguém grave esse momento e o pespegue no You Tube.

menina-alice disse...

Quem nunca deu o seu passinho de dança, que atire a primeira pedra. Somos todos secretos Máical Djéquessons.