Pesquisa personalizada

2 de outubro de 2007

POLAROID: TAXI

Enquanto espera que surja um táxi livre para o poder apanhar, a senhora, loura, de óculos escuros, atravessa displicentemente a rua, ignorando o facto do sinal estar fechado para os peões. Quando um automóvel lhe apita por ela estar no meio da rua, a senhora faz ao condutor a cara típica da senhora que acha que tudo lhe é devido e que tem todo o direito de estar ali no meio da rua a passear à espera de um táxi livre.

4 comentários:

menina-alice disse...

Uma loura de óculos escuros nem é um peão, amigo. É um veículo prioritário.

N. disse...

"veículo prioritário"
:D :D :D :D :D .D
(aprende com ela, JM)

João Lisboa disse...

E, para além de veículo prioritário, está-se nas tintas para os sinais de peões e tem "a cara típica da senhora que acha que tudo lhe é devido e que tem todo o direito de estar ali no meio da rua a passear à espera de um táxi livre".

Já estou a gostar da gaja.

Portanto, páras, fazes-lhe um bonito sorriso de quem diz "mazóminhasenhora, eu espero o tempo que for preciso até o seu táxi aparecer e, se ele demorar e não incomodar muito, até lhe posso dar boleia, para onde é que vai?" e não bufas.

menina-alice disse...

Comigo? Fogo! Eu sou uma Amadora ao pé de Lisboa. :D

"Portanto, páras, fazes-lhe um bonito sorriso de quem diz "mazóminhasenhora, eu espero o tempo que for preciso até o seu táxi aparecer e, se ele demorar e não incomodar muito, até lhe posso dar boleia, para onde é que vai?" e não bufas." --> É aqui que está a ciência. Eu sou uma teórica, ele tem savoir faire.