Pesquisa personalizada

11 de janeiro de 2007

OPIÁCEOS



Bem lembrado pela bem-amada ursa honorária, um dos mais magnéticos, magníficos e desconhecidos discos que ouvi na última década: "The Opiates" (Clearspot, 2001) dos suecos Anywhen, que o mesmo é dizer o alter-ego do melancólico Thomas Feiner, vagueando nas mesmas águas plácidas e nocturnas dos grandes românticos existencialistas urbanas. É um crime que este disco — o segundo do projecto, que desde então nunca mais deu notícias — não seja mais conhecido. Para perceber a magia, é favor ir aqui.

2 comentários:

Menphis_child disse...

Opiates..um grande disco, por acaso já o ouvi e adorei.

Paulo disse...

ao tempo q nao ouvia isto :) bons tempos, grande album