Pesquisa personalizada

25 de novembro de 2007

BOLETIM CLÍNICO: GATO ENTREVADO

O doente retirou o penso amarelo que lhe cobria a pata traseira esquerda na tarde de sábado e recuperou a sua movimentação normal, andando já a saltar outra vez pela casa fora e a enroscar-se todo para dormir ao pé do aquecedor ligado. Tomou o antibiótico mastigável sem problemas até à manhã de domingo, altura em que fez fita e foi obrigado a levá-lo pela goela abaixo. Tem lambido a patinha, mas não tem procurado tirar os pontos e por isso não tem necessitado de usar colar. Tem também mantido o dono à distância, como quem diz, "estás na lista negra e tão cedo não esperes que eu te desculpe".

2 comentários:

menina-alice disse...

Claro, claro, ele acha que tu és o culpado! :D

Goela abaixo também é excelente técnica.

N. disse...

eles consideram sempre a nossa culpa por tudo o que aconteça de péssimo. Até no primeiro dia de chuvada forte e vento de cada inverno a minha cadela olha-me como se tenha sido eu a deixar a torneira aberta e passado algum tempo de espera volta a olhar-me em súplica para que a feche.
por outro lado, procede da mesma forma ainda que identifique a causa; no outro dia a gata (sim, JM, agora tb tenho uma gata, Lili Marlene)jogou-se à barriga dela a arranhar e ela ficou zangada foi comigo, e nem por um raio que vinha até mim. Somos o deus deles, é o que é.