Pesquisa personalizada

3 de setembro de 2007

GATO É AMOR

A quantidade de cadáveres de mosca que tenho encontrado espalhados pela casa dá a entender que o Diogo está a transformar-se num temível predador. Mais do que um gato, um verdadeiro tigre.

3 comentários:

menina-alice disse...

Que querido! E está bem educadinho: limita-se a assassinar, não come. Cirúrgico.

N. disse...

só pode ter aprendido na casa de pessoas que tem uma pessoa que abafa os insectos - de igual modo cirurgico - debaixo de um copo. Sabes, a casa de pessoas onde INOCENTEMENTE deixas por vezes o teu Diogo. Nem te atrevas a zumbir - numa de deixa cá ver o que ele faz - assim de brincadeira, perto dele, nem te passe pela cabeça verificar o que mais pode ele ter aprendido na casa dessas pessoas... (Xiu, não digas nem o nome)tem cuidado, muito cuidado!

menina-alice disse...

Pessoas que apreciam os objectos feitos pelo Homem em detrimento das manifestações do demo que são os insectos. Pessoas que, graças a deus, nosso senhor, não têm insectos em casa, mas que ainda assim conseguem transmitir uma mensagem de assepsia, de desinfecção e de esterilização de vida! E ela, Jorge, ela mata os animaizinhos com o isqueiro. Vi com estes que a terra há-de comer...