Pesquisa personalizada

5 de março de 2007

HIGIENE PESSOAL NO MARQUÊS DE POMBAL

O senhor de meia-idade, já meio careca mas ainda com cabelo, levanta-se do assento para sair na próxima estação, instala-se frente à porta da carruagem de metro. Vendo-se reflectido no vidro da porta, puxa de um pente que trazia no bolso de trás das calças e começa a pentear o cabelo, que de repente parece mais sujo e desgrenhado do que antes.

1 comentário:

menina-alice disse...

Confesso que o título (já agora, muito enapáziano) me deixou receosa de algo mais difícil de ler. Foi com alívio que constatei que era apenas um pente.