Pesquisa personalizada

19 de janeiro de 2007

BREL

Por causa da FRD apeteceu-me partilhar convosco o quão arrasador era Jacques Brel em palco. Brel sempre foi o meu "chansonnier" francófono preferido, pela honestidade brutal e perturbadora das suas canções. Até hoje, não consigo ouvir nenhum disco dele, nem vê-lo em palco sem me embargar até às lágrimas — porque Brel não era apenas compositor, não era apenas intérprete, era outra coisa, de uma intensidade avassaladora. Confirmem.

1 comentário:

aldina disse...

Como te entendo!

Até sempre